Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Minoritário quer elevação de OPA da CCDI


Minoritário quer elevação de OPA da CCDI

Os acionistas minoritários da Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliários (CCDI) se manifestaram ontem contra o fechamento de capital da empresa e a saída do Novo Mercado. As medidas foram aprovadas em assembleia pelo Grupo Camargo Corrêa, que controla a CCDI com 66,11% das ações.

Na reunião, minoritários representantes de cerca de 45% do capital da CCDI em circulação no mercado (33,9%), foram contrários à operação. Os acionistas protestaram - por escrito e verbalmente - contra o fato de a empresa desejar realizar uma só oferta pública de ações (OPA) para a duas operações.

Na mesma reunião, os minoritários escolheram o Santander para fazer o laudo de avaliação das ações da companhia.

Acionistas da empresa tentam negociar com o controlador um aumento do preço fixado para o fechamento de capital.

A Camargo Corrêa ofereceu R$ 4,70 por ação, quantia que equivale 91% do valor patrimonial por ação da empresa, que é de R$ 5,18. Para os minoritários, o valor poderia ser mais do que o dobro ofertado, se forem contabilizados a valor presente os empreendimentos que já foram vendidos, mas não iniciados, bancos de terrenos e imóveis inacabados da empresa, por exemplo.

 

 

Matéria publicada pelo Valor Econômico em 10/04/12. Para ler a íntegra, acesse:

http://www.valor.com.br/empresas/2608342/minoritario-quer-elevacao-de-opa-da-ccdi

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing