Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Anatel monitora tele portuguesa


Anatel monitora tele portuguesa

 

03/07/2014 às 05h00

Valor Econômico - por Rafael Bitencourt | De Brasília

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) monitora os desdobramentos das aplicações feitas pela Portugal Telecom no Grupo Espírito Santo, informou uma fonte do órgão regulador.

Esta fonte considera que, dificilmente, a Anatel irá intervir na operação financeira entre os grupos portugueses. A Anatel considera que esta situação "foge de sua competência legal". Mas, mesmo assim, o fato de o Grupo Espírito Santo ter, recentemente, se tornado acionista majoritário da PT também gera desconfiança por parte da Anatel.

Na avaliação preliminar da agência, caberia algum tipo de intervenção se a operação colocasse em risco a atuação da Oi como concessionária pública do serviço de telefonia fixa (STFC).

Até a divulgação dos riscos das aplicações da PT no GES, o governo e a Anatel viam a fusão como uma espécie de "salvação" para a Oi, que desde a compra da Brasil Telecom - em 2008 - ficou extremamente endividada. Criou-se expectativa de que a Oi passaria por um "choque de gestão estrangeira".

Tanto a Oi como a antiga Brasil Telecom foram as únicas grandes concessionárias de telefonia que não foram compradas por grupos privados estrangeiros no processo de privatização realizado na década de 1990. Em nome da salvação da Oi, o atual governo abriu mão de criar uma "supertele nacional". Essa estratégia surgiu no mandado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando foi realizada uma polêmica manobra regulatória para viabilizar a fusão dos dois grupos nacionais de telefonia.

 

Leia mais em:

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing