Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias CVM aceita R$ 700 mil para encerrar processo de executivos da BrT


CVM aceita R$ 700 mil para encerrar processo de executivos da BrT

RIO - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou nesta quarta-feira que aceitou acordo de R$ 700 mil para encerrar processos administrativos envolvendo as empresas Invitel S.A. e Argolis Holdings S.A., subsidiárias da Brasil Telecom, no caso de vazamento de informação das negociações com a Telemar para a aquisição do controle acionário da empresa em 2008. Os acusados são Mariana Sarmento Meneghetti, que fechou acordo para pagamento de R$ 200 mil à CVM, Alberto Ribeiro Guth, Pedro Paulo Elejalde Campos, Ricardo Ferraz Torres, Kevin Michael Altit e Sergio Spinelli Jr., que propuseram pagar R$ 100 mil cada à autarquia.

Mariana Sarmento Meneghetti, então diretora de Relações com Investidores da Invitel S.A. e da Argolis Holdings e membro suplente do conselho de administração da Brasil Telecom, foi acusada de não ter divulgado fato relevante para o mercado quando ocorreu o vazamento de informações à imprensa relativas às negociações com a Telemar para a aquisição do controle acionário da Brasil Telecom S.A. e Brasil Telecom Participações S.A. Ela também é acusada de não ter promovido a divulgação da informação ao mercado quando tomou conhecimento da operação, cerca de 48 horas antes da data do fechamento do negócio, em 2008.

 

 

 

Matéria publicada pelo Valor Online em 11/07/2012. Para ler a íntegra, acesse o site:

http://www.valor.com.br/financas/2748736/cvm-aceita-r-700-mil-para-encerrar-processo-de-executivos-da-brt

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing