Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Planos de opção estão em estudo na autarquia


Planos de opção estão em estudo na autarquia

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) está estudando os planos de opções que as companhias brasileiras estão adotando. A preocupação central, segundo a presidente Maria Helena Santana, é avaliar se a assembleia de acionistas não está "se demitindo" do seu papel, quando aprova planos que são uma "casca muito oca". Em muitos casos, as definições das condições ficam nas mãos do conselho de administração ou de um comitê de remuneração.

Os planos de opções passaram a ser usados em maior escala no Brasil com a retomada do mercado, a partir de 2004. A remuneração paga pelas principais empresas abertas brasileiras somou R$ 3,9 bilhões, em 2011. Desse total, quase 15% foram pagamentos feitos em ações. Outros 36,1% foram pagamentos variáveis, como bônus e participação nos lucros. O levantamento considerou 206 companhias.

A superintendência de relações com empresas da CVM é que está cuidando do tema, após pedido do próprio colegiado. Maria Helena explicou que ainda não está definido o que será feito com o resultado dessa avaliação. O objetivo não é regular os planos de opção.

"Se formos estabelecer critérios, o mercado vai desenhar algo diferente. Dificilmente uma regulação conseguiria ser útil, pelo menos ser útil por muito tempo."

 

 

 

 

Matéria publicada pelo Valor Econômico em 04/07/12. Para ler a íntegra, acesse o site do jornal:

http://www.valor.com.br/financas/2737240/planos-de-opcao-estao-em-estudo-na-autarquia

 

 

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing