Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Conselheiros demoraram a ver problemas da Gafisa, diz Polo


Conselheiros demoraram a ver problemas da Gafisa, diz Polo

A gestora de recursos Polo Capital divulgou ontem a justificativa para seu pedido de voto múltiplo na eleição do conselho de administração da Gafisa. A Polo fez um pedido público de procuração em busca de apoio de outras acionistas para eleger um novo conselho. Na visão da gestora, o conselho atual não tem motivação de dono e quase nenhum interesse econômico na empresa.

A Polo questiona o processo decisório da Gafisa. Ressalta que o conselho recebeu proposta para aquisição de ativos e a rejeitou sem ouvir a opinião dos acionistas. "Considerando todos os desacertos experimentados ao longo dos últimos anos, quando a sucessiva má-performance financeira foi coroada com uma baixa contábil de 35% do patrimônio da companhia, pareceria sensato que o conselho considerasse que os acionistas devem ter o poder de decidir o seu futuro."

A Polo destaca o desempenho operacional e financeiro sofrível da empresa ano passado, que teve também de renegociar coventans de dívidas. E aponta "baixa capacidade de gestão de gente, resultando em alta rotatividade e descontinuidade no corpo operacional".

 

 

 

Matéria publicada pelo Valor Econômico em 04/05/12. Para ler a íntegra, acesse o site do jornal:

http://www.valor.com.br/empresas/2644132/conselheiros-demoraram-ver-problemas-da-gafisa-diz-polo

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing