Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Minoritário testa força na Petrobras


Minoritário testa força na Petrobras

A assembleia de acionistas da Petrobras da próxima segunda-feira promete emoção. Pela primeira vez na história da empresa, minoritários nacionais e estrangeiros estão se organizando para assumir as duas vagas no conselho de administração da estatal dedicada a investidores de mercado.

Além do ineditismo, os números por trás da Petrobras tornam a iniciativa mais marcante. Trata-se da maior companhia do mercado brasileiro, avaliada em R$ 315 bilhões - ou 12% da capitalização bursátil nacional, de R$ 2,5 trilhões. As ações da estatal representam 10,2% do Índice Bovespa. Por isso, o que acontece com a empresa influencia diretamente todo o mercado nacional.

Os cargos são ocupados hoje pelos empresários Jorge Gerdau Johannpeter, controlador da Gerdau, e Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar e dono da Coteminas - que sucedeu Fabio Barbosa. Historicamente, os nomes eram indicados pelos fundos de pensão, com destaque para Petros (dos funcionários da própria Petrobras) e Previ (dos empregados do Banco do Brasil).

Desta vez, estão à frente da iniciativa o maior minoritário da Petrobras, a gestora de recursos BlackRock, detentora de 5% das ações preferenciais (sem voto), equivalentes a 2,15% do capital total, e a gestora de recursos original do Rio de Janeiro Polo Capital - ambas da Associação Nacional de Investidores no Mercado de Capitais (Amec), que tem coordenado a divulgação das iniciativas. Também haverá indicação de dois nomes ao conselho fiscal.

 

 

Matéria publicada pelo Valor Econômico em 14/03/12. Para ler a íntegra, acesse o site do jornal:

http://www.valor.com.br/empresas/2569034/minoritario-testa-forca-na-petrobras

 

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing