Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Oi vota nova estrutura de ações, mas analistas seguem cautelosos


Oi vota nova estrutura de ações, mas analistas seguem cautelosos

RIO — A Oi (ex-Telemar) pode entrar em uma nova fase a partir desta segunda-feira, quando será votada pelos acionistas a sua proposta de simplificação acionária, que transformará suas sete classes de ações, em negociação na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), em apenas dois papéis. Será a quarta tentativa de reestruturação pela companhia. Uma vez aprovada nas assembleias, as mudanças vão facilitar a vida dos investidores e a governança da empresa. Mesmo assim, os analistas seguem reticentes para indicar a compra das ações e alertam para o momento operacional um pouco conturbado da empresa, com perda de participação de mercado e queda de receita.

Segundo Luciana Leocádio, analista da Ativa Corretora, as perdas de receita da Oi com a telefonia fixa têm atrapalhado o desempenho das ações da companhia. Ela explica que, além do aumento de competição no mercado, com o avanço das rivais GVT e Net, os clientes da telefonia fixa da empresa estão migrando para a telefonia móvel, só que de outras operadoras, como TIM e Telefônica.

— A reestruturação é um passo necessário, mas a empresa tem vários desafios pela frente. Essa questão da deterioração da receita da Oi é um desafio para este ano e não vai ser revertido facilmente. E isso não me deixa confortável para recomendar ações da empresa — afirma Luciana.

 

 

Notícia publicada pelo Globo Online em 26/02/12. Para ler a íntegra, acesse o site:

http://oglobo.globo.com/economia/oi-vota-nova-estrutura-de-acoes-mas-analistas-seguem-cautelosos-4075543

 

 

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing