Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Aracruz - quem vai levar a culpa?


Aracruz - quem vai levar a culpa?

RIO - Mais de três anos após o escândalo das operações com derivativos cambiais, o caso Aracruz ainda não foi julgado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Relatório de acusação da autarquia, obtido com exclusividade pela Agência Estado, explica a motivação do relator para suspender o julgamento e pedir novas investigações, há um ano.

Desde então, CVM e acusados preferem não comentar o caso, um dos mais importantes na autarquia. E as pistas para o mistério podem estar no caso primo de derivativos da Sadia, julgado em 2010. Os documentos da Aracruz mostram que, se houver inclusão de novos indiciados - possibilidade em análise pela CVM -, a acusação pode ser por negligência, em violação ao artigo 153 da Lei das S.A.

No centro da discussão estão as novas atribuições e responsabilidades de administradores no monitoramento de riscos de empresas brasileiras, num mundo com operações financeiras cada vez mais complexas. O processo envolve o episódio dos derivativos tóxicos, um dos principais pontos de contágio do Brasil na crise mundial de 2008, que pode ter afetado cerca de 200 empresas, sendo Sadia e Aracruz as mais notórias.

 

 

Matéria publicada pelo O Estado de S. Paulo em 09/01/12. Para ler a íntegra, acesse o site do jornal:

http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,aracruz-quem-vai-levar-a-culpa-,98738,0.htm

 

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing