Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Incorporações de controlada ainda são alvo de queixas de minoritários


Incorporações de controlada ainda são alvo de queixas de minoritários

Por Graziella Valenti

Desde que Braskem, Petrobras e Ultrapar se uniram para comprar o grupo Ipiranga, em 2007, e que a Votorantim Celulose e Papel (VCP) assumiu o controle da Aracruz, em 2009, que não se veem incorporações com grandes disparidades de tratamento entre acionistas controladores e minoritários.

Com um mercado ativo e capaz de financiar projetos, as companhias precisam se preocupar com sua reputação e o apetite futuro dos investidores. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), como xerife de mercado, também impôs limites para essas operações, por meio do Parecer de Orientação 35.

Contudo, as incorporações - em especial, de controladas - ainda são alvo de queixas e de insatisfação por parte do mercado. A grande questão nessas operações é que o grupo controlador propõe as condições e vota na assembleia que trata do assunto. Na prática, decide tudo sozinho, já que essas transações não dependem de aval da CVM - só da assembleia.

Na semana passada, durante o seminário ´Compromisso com a retomada da agenda positiva da governança corporativa´, da Associação dos Investidores no Mercado de Capitais (Amec), o superintendente da entidade, Edison Garcia, colocou na lista de temas o ´aprimoramento do Parecer de Orientação 35'.

A diretoria da associação aprovou o envio de uma proposta de redação à CVM.

O parecer, emitido pela CVM no fim de 2008, tentou melhorar as condições das incorporações, deixando claro que os administradores das empresas são responsáveis por buscar o melhor tratamento possível para seus acionistas nessas transações.

 

 

Matéria publicada pelo Valor Econômico em 07/12/11. Para ler a íntegra, acesse o site do jornal:

http://www.valor.com.br/impresso/eu-investimentos/incorporacoes-de-controlada-ainda-sao-alvo-de-queixas-de-minoritarios

 

 

 

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing