Transparência e Governança

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
notícias Minoritários devem contestar acordo entre Ternium e Usiminas


Minoritários devem contestar acordo entre Ternium e Usiminas

REUTERS - O Estado de S.Paulo

Investidores estão se articulando para tentar obrigar a Techint a oferecer aos minoritários da Usiminas condições semelhantes às usadas para adquirir 27,7% das ações ordinárias da siderúrgica que fazem parte do bloco de controle. "Tem uma movimentação para exigir o tag along", disse ontem o presidente executivo da Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec), Edison Garcia.

Pelos termos da operação anunciada no domingo, a Ternium, controlada da Techint, vai pagar R$ 36 por ação ordinária da Usiminas junto com sua subsidiária argentina Siderar e a brasileira Tenaris Confab - um prêmio superior a 80% sobre o valor de fechamento do papel na Bovespa na última sexta-feira.

Esse lote de ações foi vendido por Camargo Corrêa e Votorantim, que formavam, com a japonesa Nippon Steel e a Caixa dos Empregados da Usiminas, o bloco de controle da siderúrgica. A opção de pagar preço equivalente pelas ações dos minoritários não foi oferecida.

 

 

 

Notícia publicada pelo O Estado de S. Paulo em 01/12/11. Para ler a íntegra, acesse o site do jornal:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,minoritarios-devem-contestar-acordo-entre-ternium-e-usiminas-,805225,0.htm

 

 

 

 

 

 


Copyright © 2019 Transparência e Governança. Todos os direitos reservados.
___by: ITOO Webmarketing